Gestão em Foco

Marketing para serviços médicos: o que é e como fazer?

Compartilhe conhecimento:

Muitos profissionais à frente de seus consultórios médicos e clínicas ainda enxergam o marketing como uma estratégia de publicidade e inadequado aos padrões éticos da profissão. Isso ainda é comum, pois, a associação mais comum que costumamos ver no dia a dia, se relaciona ao incentivo ao consumo e a promoção de vendas

O marketing é muito mais que apenas publicidade e, caso você ainda pense dessa forma, é muito provável que esteja perdendo oportunidades de aumentar o volume de atendimentos e a retenção de seus clientes e pacientes.

Isso sem falar na quantidade de pacientes que você pode estar perdendo para o seu concorrente. Afinal, a competitividade nesse mercado também é muito grande.

No Brasil, cerca de 70% da população é atendida pela rede pública de saúde, cujos padrões de qualidade em serviços, remuneração dos profissionais e investimentos são insuficientes para o atendimento da demanda.  Segundo o estudo Demografia Médica no Brasil 2015, divulgado no dia 30 pelo Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), 21,6% dos médicos atuam só no setor público e 26,9% só no setor privado; 51,5% dos profissionais atuam nas duas esferas. Como consequência, uma grande parcela dos profissionais da medicina possui entre dois e três empregos, ou acabam dedicando-se a empreender em consultórios próprios.

Não podemos esquecer também, que grande parte da população é atendida por provedores privados, um mercado constituído de cerca de 1.200 empresas (planos e seguradoras), e que disputam na mídia e na guerra de dos preços o interesse dos consumidores finais e corporativos (empresas).

Nesse cenário competitivo,  o profissional da medicina acaba enfrentando um cenário altamente disputado e competitivo. A busca da especialização e atualização cientifica é, sem dúvida, a principal ferramenta para enfrentar essa realidade, mas não é a única.

Um estudo realizado pela IPSOS GLOBAL ADVISOR,  Global Views On Healthcare – What does the world think about healthcare?; reuniu mais de 25 mil pacientes entre 16 a 64 anos em 28 paises.

Dentre inúmeras questões, um dos temas questionava a experiência do relacionamento do paciente junto a seus médicos.

 No Brasil, apesar de sentirem bem amparados por seus médicos, os pacientes ainda não se sentem totalmente atendidos em relação as informações que necessitam.

Os pacientes de hoje estão empoderados. Já foi o tempo que eles escutavam seus médicos sem antes pesquisar sintomas, formas de tratamento e ler experiências de outros pacientes semelhantes.

Mais de 5% das buscas do Google são relacionadas a Saúde. Um tema simples como febre por exemplo, possui mais de 20 milhões de busca neste canal.

E para ajudá-lo a entender quais as oportunidades o marketing tem a oferecer, vamos conversar mais sobre esse assunto e trazer algumas dicas para você dar o primeiro passo. Confira!

O que é marketing médico?

Marketing Médico é um conjunto de estratégias de marketing que foram adaptadas para o setor da saúde, mais especificamente para serviços médicos, respeitando as limitações legais, as normas do Conselho Regional e Federal de Medicina, e às novas leis, como recentemente, a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD.

As estratégias de marketing médico auxiliam a aquisição e aumento do fluxo de pacientes, bem como, a recomendação, a notoriedade do profissional de sua imagem e sua equipe, aumentam a relação de confiança, promovem serviços, orientam pacientes, geram recomendações positivas e aumentam o grau de lealdade;

Essas ações ajudam a melhor a percepção das pessoas sobre o seu trabalho e a forma como você se relaciona e atende seus clientes, conquistando assim mais volume de pacientes e, consequentemente, aumentar o faturamento do seu negócio ou seu próprio rendimento pessoal.

Vale ressaltar que a área de marketing é vasta. Por isso, a estratégia a ser adotada deve ser planejada de acordo com seu objetivo:

  • Aumento de Lucratividade
  • Promoção da Imagem e da Marca
  • Diferenciação de Mercado
  • Inserção e divulgação de serviços novos a atuais
  • Manter presença no mercado,
  • Combater a publicidade negativa,
  • Gerar conteúdo de apoio ao paciente, etc.

Agora que você entendeu o que é o marketing médico, você deve estar se perguntando se ele realmente é necessário para o seu negócio. Então, confira a seguir.

A importância do marketing médico

O consultório ou clínica médica possuem as mesmas caraterísticas de qualquer outra empresa, ou seja, necessita de uma boa gestão, bem como a criação de estratégias de como se aproximar ao público-alvo, otimizar o tempo de atendimento, de espera, novos públicos, etc.

Digamos que seu consultório é o único que oferece tal serviço na sua região. Isso sim é um belo diferencial. Mas de nada vai adiantar ter esse diferencial se os possíveis pacientes não souberem da existência desse serviço.

Competência e excelente atendimento continuam a ser fatores decisivos para manter um consultório cheio. Da mesma forma, o investimento na formação acadêmica e o cuidado com a estrutura física da clínica são requisitos para se conquistar espaço e diferencial no mercado.

Por outro lado, todos esses esforços não significam muito se o profissional não consegue atrair pacientes, aumentar o seu número de consulta ou manter uma relação de lealdade com os pacientes que já foram atendidos. Aí é que está a importância de um marketing médico bem-feito.

É preciso ter em mente, também, que o comportamento dos pacientes mudou ao longo do tempo e “nadar contra a corrente” não é uma alternativa interessante para o seu negócio. É preciso se adaptar e inovar no mercado.

Lembre-se que seu paciente pesquisa na internet pelos serviços que você oferece!

Todo cliente percorre uma série de etapas até chegar a um consultório, conhecida como jornada do paciente.

Uma pesquisa realizada pelo Google em centros com mais de com mais de 100.000 habitantes, revelou que 99% dos entrevistados recorrem a internet para pesquisar questões médicas e relacionada a saúde.

Diante desse cenário, fica claro que, hoje, é necessário recorrer aos meios digitais e ferramentas de marketing disponíveis no mercado para se aproximar dos pacientes. Até mesmo para gerar a recomendação espontânea, o famoso , “boca-a boca”, é necessário ter uma estratégia de marketing bem pensada.

Que tal vermos, então, por onde começar para implementar estratégias de marketing para o seu consultório ou clínica?

Primeiros passos de marketing para médicos: dicas iniciais

Uma das dúvidas mais comuns quando falamos sobre marketing para médicos é sobre as limitações do CFM e por isso esse é o primeiro passo para toda pessoas da área da saúde que pensa em adotar estratégias de marketing.

Limitações do Conselho Federal de Medicina  

Como se sabe, a publicidade médica possui regras regimentais que delimitam o uso dos meios e das formas de comunicação, bem como o seu conteúdo.

Por isso, antes de adotar qualquer estratégia de marketing é necessário conhecer todas as determinações do Conselho Federal de Medicina (CFM) relacionadas a divulgações do trabalho do médico, que podem ser consultadas o site www.cfm.org.br.

Vale ressaltar que a lei não impede o desenvolvimento de ações de comunicação, tampouco proíbe os profissionais de manter atividades de relacionamento com os clientes. Ela apenas regulamenta o que pode ou não ser feito para garantir a idoneidade e credibilidade dos profissionais da saúde e a segurança dos pacientes.

A boa notícia é que é completamente possível apostar em estratégias muito eficientes de marketing sem comprometer a ética e os limites legais.  Confira, as principais limitações impostas no documento.

  • Responsabilidade sobre o conteúdo: informação de saúde tem que ter dono;
  • Não se intitule “o melhor”;
  • Não dê garantia de resultados;
  • Não faça uso da imagem de celebridades;
  • Nada de “possíveis diagnósticos”;
  • Não use a tecnologia como diferencial;
  • Cuidado com a autopromoção;
  • Fuja do sensacionalismo.

Agora que vimos algumas das regras, vamos falar sobre as estratégias que você pode adotar e que dão ótimos resultados para esse início.

Site Médico otimizado para conversão

Já falamos aqui que os seus pacientes procuram pelos serviços que você oferece. Sendo assim, ser encontrado no google deve ser uma prioridade.

Lembre-se que o site é o seu novo cartão de visitas e sua grande vitrine na internet. Nesse sentido, ter um design e uma identidade visual harmoniosos é importante. Mas não basta ser bonito, ele tem que ser pensado e otimizado para atrair novos pacientes, descrever claramente os serviços prestados, permanente atualizado e voltado para o paciente.

 Marketing de conteúdo

Uma das melhores estratégias para atrair clientes na atualidade é oferecer conteúdo de qualidade.

Os conteúdos relacionados a área da saúde, facilitam a vida das pessoas. Perguntas mais comuns, dicas, mitos e verdades, apoio multidisciplinar ao tratamento, etc. São duvidas que grande parte dos pacientes possuem, mas nem sempre recorrem a você.

O caminho mais indicado é criar um blog integrado ao seu site médico. Dessa forma, poderá publicar os conteúdos e interagir com o público mostrando-se solicito e disponíveis para além dos limites do consultório.

 Adoção de e-mail-marketing

Você sabia que em 2020, o e-mail marketing ultrapassou a marca de 3 bilhões de usuários e que 99% dos consumidores checam suas caixas diariamente? A comunicação via e-mail é uma excelente maneira de estabelecer e nutrir um relacionamento próximo com pacientes e potenciais clientes.

Os e-mails também permitem interações de apoio ao serviço, como confirmação de agendamento, suporte e orientações para exames e procedimentos, lembretes de consultas de retorno, sempre reforçando diferenciais de seu trabalho, os serviços e conteúdos.

 Manter presença nas redes sociais

Não há como falar sobre marketing sem mencionar as redes sociais como um canal importante para as ações e estratégias de divulgação.

As mídias sociais oferecem um potencial imenso de interação com o público e visibilidade dos serviços, sendo imprescindível para uma estratégia eficaz de divulgação do seu consultório ou clínica.

Ao se perceber em dúvida entre marcar presença no Facebook, Twitter, Instagram ou LinkedIn (ou em todas eles), a pergunta que você deve se fazer é: quais são as redes mais utilizadas pelos meus pacientes e potenciais pacientes?

Manter contato com seus pacientes pelas mídias sociais é uma ótima maneira de fidelizá-los, em especial se você disponibilizar informações úteis e relevantes para esse público. As redes, aliás, são o melhor canal para divulgar os artigos publicados no seu blog, consolidando a estratégia de marketing de conteúdo que mencionamos anteriormente.

Uma dica importante é manter a cadência em suas postagens.

Não é preciso fazer inúmeras postagens por dia, mas manter um ritmo fará com que seus seguidores sejam mais fiéis aos seus posts e com que os algoritmos das redes sociais os apresentem para mais e mais pessoas.

ícone do whatsapp Uso do WhatsApp

O WhatsApp para médicos e outros profissionais da saúde, pode ser uma ferramenta auxiliar no trabalho, em especial em meio a pandemia da COVID 19. O uso do app de mensagens como método de comunicação complementar, entre você e seus pacientes, faz parte de uma modalidade recente chamada telemedicina, para orientação, consulta e monitoramento dos pacientes. Este é um tema polêmico que divide opiniões entre os profissionais de saúde, mas sabemos que na pediatria, é muito comum este canal tornar-se um fator de decisão dos pais, ao escolher um profissional.

De qualquer forma, definir um padrão de atendimento, horários, tipos de interação permitidos ou não, é importante para estabelecer uma relação de confiança e clareza com seus clientes. Neste tema, em breve falaremos um pouco mais sobre as oportunidades que o whatsapp pode oferecer no seu dia a dia.

Essas foram algumas dicas sobre o porquê adotar as estratégias de marketing e por onde você pode começar.

Continue acompanhando e deixe comentários sobre assuntos que você gostaria de ver por aqui!

Etiquetas
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo