Saúde da Criança

Dormir junto com o bebê: fique atento aos perigos

Compartilhe conhecimento:

Você costuma colocar seu bebê para dormir na mesma cama que você?

Para muitos pais, esse ato parece perigoso logo de cara. Mas, para um número cada vez maior de pessoas, ter o bebê dormindo ao seu lado soa como algo seguro e até mesmo “prático”.

“A criança passará a noite quietinha aqui do meu lado”, pensam, “e eu poderei ficar de olho nela a noite toda”… mas será que essa é mesmo uma boa ideia?

Se você perguntar para qualquer pediatra ou especialista, a orientação será sempre a mesma: bebês precisam dormir sozinhos, em berços próprios. Essa indicação vem de décadas de estudos sobre a saúde dos bebês, e apresentamos a seguir números atualizados para te convencer a não deixar seu bebê dormir na mesma cama dos adultos!

Além disso, você verá também orientações sobre como montar direitinho o bercinho das crianças, evitando outros problemas comuns que podem acontecer durante o sono.

Números atualizados mostram os maiores perigos para os bebês durante a noite

Um estudo divulgado na edição de abril de 2019 da publicação médica Pediatrics, uma das mais relevantes na área, mostra que, apesar de intensas campanhas públicas de conscientização, muitos pais ainda colocam seus bebês para dormir de maneira perigosa, o que reflete em dados preocupantes de mortes de neonatos.

O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Virginia, nos Estados Unidos, analisou dados de 2011 a 2014 do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) dos Estados Unidos.

Nesse período, foram relatadas cerca de 3.500 mortes de bebês, por ano, por motivos relacionados ao sono. Também no período, ocorreram especificamente 250 mortes de bebês por sufocamento. Destas, 175 (cerca de 70%) estavam relacionadas a cobertores, travesseiros ou outros tecidos que bloquearam as vias aéreas das crianças.

Das 175 mortes relacionadas ao bloqueio de vias aéreas por tecidos, 50% delas ocorreram em camas de adultos, nas quais os bebês dormiam de barriga para baixo.

“Estas mortes são completamente preveníveis, este é o ponto principal [do estudo]”, afirmou um de seus autores, o Dr. Fern Hauck, especialista em mortes infantis da Universidade de Virginia.

PERIGOS NA CAMA

Os dados do estudo ainda mostram que:

  • 12% das mortes das crianças ocorreram por sufocamento devido à cabeça estar “prensada” contra uma parede ou contra o colchão;
  • 20% das mortes foram causadas por outra pessoa ter se mexido na cama ou ter dormido sobre os bebês.

É inimaginável para qualquer pessoa que seja possível dormir “por cima” de seus preciosos filhos pequenos, mas a realidade é que isso acontece. É algo terrível, mas facilmente evitável.

Bebês possuem movimentação própria limitada, e qualquer obstáculo – por mais simples que seja, como um cobertor solto – pode bloquear a respiração dos pequenos.

Confira a seguir como aumentar a segurança do bebê durante o sono.

Orientações médicas para a hora do sono

Há anos, o governo norte-americano e a Academia Americana de Pediatria lançam campanhas públicas visando a diminuir os sufocamentos acidentais de crianças e bebês. Ainda assim, más práticas de sono para bebês, criticadas há décadas, continuam acontecendo. Está na hora de mudar essa situação.

As orientações principais dos especialistas são:

O número de crianças que compartilham a cama com seus pais parece ter crescido nos últimos anos – assim como os acidentes e mortes de bebês. Nos Estados Unidos, em 1999 foram relatadas 6 mortes de crianças por sufocamento para cada 100 mil crianças; em 2015, o número quase quadruplicou, para 23 casos em 100.000.

Proteger a saúde dos pequenos inclui cuidados especiais na hora de dormir. Fique atento(a) à maneira como o berço é montado e, desde o nascimento, acostume seu filho ou sua filha a dormir no próprio bercinho. Com certeza vocês dois – pais e filhos – dormirão bem mais sossegados!

De que maneira as mães colocam os filhos para dormir?

Agora que já sabemos as maneiras corretas de colocar uma criança pequena no berço, vejamos como as mães modernas estão se saindo nessa atividade!

Os dados vêm de um estudo do CDC norte-americano de 2015.

    •         21.6% das mães disseram colocar o filho para dormir de lado ou de barriga para baixo, o que não está correto (o certo é colocar a criança sempre de barriga para cima)
    •         38.5% das mães relataram manter itens fofinhos – como almofadas, travesseiros ou cobertores – dentro do berço, o que também pode causar sufocamento
    •         61.4% das mães disseram compartilhar, de uma maneira ou outra, a cama com os bebês.

Referências:

  • Alexa B. Erck Lambert, Sharyn E. Parks, Carri Cottengim, Meghan Faulkner, Fern R. Hauck, Carrie K. Shapiro-Mendoza. Sleep-Related Infant Suffocation Deaths Attributable to Soft Bedding, Overlay, and Wedging. Pediatrics. May 2019, VOLUME 143 / ISSUE 5
  • https://www.cdc.gov/media/releases/2018/p0109-sleep-related-deaths.htmlt
Etiquetas
Mostrar mais

Antonio Portalped

Somos um grupo de pediatras que adoram compartilhar conhecimentos sobre a profissão com nossos colegas, com estudantes de Medicina e com o público no geral. Venha conosco nesta jornada de aprendizado!
Botão Voltar ao topo