Saúde da Criança

Alergias na primavera: por que ocorrem e como se prevenir?

Compartilhe conhecimento:

Com a chegada da primavera, aproxima-se também a temporada das alergias. A estação, conhecida em muitos países por suas paisagens dignas de obras de arte, marca o início de mais um período de alergias sazonais e é preciso ficar atento, principalmente no caso das crianças pequenas. Mas por que isso acontece? Continue lendo este artigo e saiba tudo sobre os impactos da primavera em nossa saúde.

Durante a primavera, há um aumento na polinização, processo responsável pela reprodução de inúmeras espécies de plantas. Quando os grãos de pólen se desprendem das flores e são transportados pelo ar, eles podem, com muita facilidade, ir parar em nossos pulmões. 

Quando o sistema imunológico se depara com esses grãos de pólen, ele, erroneamente, os confunde com algum tipo de ameaça à nossa saúde. Com isso, há uma grande liberação de histamina na corrente sanguínea, composto químico responsável pelos principais sintomas da alergia. 

Como em grande parte do Brasil as estações do ano não são bem definidas, as alergias primaveris podem também possuir outra fonte. Além do pólen, o aumento da temperatura e da umidade do ar forma o ambiente perfeito para a proliferação de fungos, ácaros e bactérias. 

As alergias sazonais podem afetar pessoas de qualquer idade, porém, é necessário ficar atento aos sintomas nas crianças. Mesmo os pequenos que nunca demonstraram sinais alérgicos podem desenvolver o quadro de maneira repentina. Geralmente, as alergias respiratórias aparecem aos 10 anos, atingem o pico aos 20 e diminuem de intensidade durante a vida adulta. 

Quais são os principais sintomas das alergias na primavera? 

Entre os sistemas do nosso corpo, o respiratório é o mais afetado. A intensa liberação de histamina na corrente sanguínea pode causar os seguintes sintomas: 

  • Corrimento nasal; 
  • Lacrimejamento excessivo nos olhos; 
  • Espirros; 
  • Tosse; 
  • Prurido (coceira) nos olhos e nariz; 

Para algumas pessoas, a primavera pode também aumentar a frequência das crises de asma, bronquite, sinusite e rinite. Nesses casos, o ideal é procurar um alergista. A maioria dos sintomas podem ser facilmente controlados por meio de anti-histamínicos e cuidados básicos no dia a dia. 

Como evitar as alergias na primavera? 

Caso você faça parte do grupo de pessoas afetadas por esses incômodos, há uma série de atitudes que você pode adotar para diminuir o risco de alergias. 

  • Limpe com pano úmido os ambientes nos quais você permanece por muito tempo; 
  • Evite usar vassouras, pois elas fazem com que os elementos alérgicos fiquem suspensos no ar; 
  • Caso você more em um lugar muito arborizado (especialmente no Sul do Brasil), manter as portas e janelas fechadas pode ajudar a evitar a entrada de pólen. Mas lembre-se, é muito importante arejar a casa durante, pelo menos, algumas horas do dia; 
  • Caso você more em um lugar pouco arborizado, mantenha os ambientes bem arejados para evitar a proliferação de ácaros, bactérias e fungos; 
  • Lave o nariz com soro fisiológico para diminuir a quantidade de alérgenos nas vias respiratórias; 
  • Durante as crises, procure deixar os animais domésticos longe das crianças afetadas; 
  • Evite fumar próximo das crianças alérgicas. 

Existem tratamentos alternativos para as alergias primaveris? 

Apesar de possuírem poucas ou nenhuma evidência científica, inúmeros remédios naturais são usados para diminuir efeitos alérgicos. Além deles, algumas pessoas afirmam que a acupuntura pode aliviar os sintomas das alergias sazonais. Caso você decida seguir por algum desses caminhos, não deixe de pedir a opinião do seu médico.


Gostou das informações deste post? Continue acompanhando o PortaPed e fique por dentro das melhores informações para a sua saúde e a saúde dos pequenos. 

Fontes:

1 – Hospital das Clínicas – http://www.hc.fm.usp.br/index.php?option=com_content&view=article&id=636:hc-alerta-casos-de-alergia-podem-aumentar-na-primavera&catid=78
2 – WebMD – https://www.webmd.com/allergies/spring-allergieshttps://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/criancas-que-nao-vao-ao-pediatra-com-frequencia-tem-duas-vezes-mais-chances-de-serem-hospitalizadas/
3 – Medical News Today – https://www.medicalnewstoday.com/articles/spring-allergies http://www.hc.fm.usp.br/index.php?option=com_content&view=article&id=636:hc-alerta-casos-de-alergia-podem-aumentar-na-primavera&catid=78
4 – Mayo Clinic –https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/hay-fever/in-depth/seasonal-allergies/art-20048343 http://www.hc.fm.usp.br/index.php?option=com_content&view=article&id=636:hc-alerta-casos-de-alergia-podem-aumentar-na-primavera&catid=78
5 – KidsHealth from Nemours – https://kidshealth.org/en/parents/seasonal-allergies.html http://www.hc.fm.usp.br/index.php?option=com_content&view=article&id=636:hc-alerta-casos-de-alergia-podem-aumentar-na-primavera&catid=78
Etiquetas
Mostrar mais

PortalPed

Somos um grupo de pediatras que adoram compartilhar conhecimentos sobre a profissão com nossos colegas, com estudantes de Medicina e com o público no geral. Venha conosco nesta jornada de aprendizado!
Botão Voltar ao topo