Alergia & ImunologiaNutrologia

Mitos e verdades sobre a imunidade das crianças

Compartilhe conhecimento:

Se você cuida de uma criança pequena, sabe o quanto todo mundo tem alguma coisa a dizer sobre a saúde delas. Ainda mais hoje, com o fácil acesso à internet e com a grande quantidade de usuários presente nas redes sociais, os boatos, crenças populares e informações falsas na internet podem produzir muitos mitos, especialmente quando o assunto é a imunidade das crianças.

Uma pesquisa do Ibope Conecta sobre os principais mitos e temores de pais e mães em relação às doenças infectocontagiosas nos dois primeiros anos de vida, aponta que chuva, vento e sereno são os elementos mais lembrados, por exemplo, quando os entrevistadores perguntam aos pais sobre os fatores que mais expõem as crianças pequenas às doenças infectocontagiosas. Essa relação é apontada, equivocadamente, por 63% da amostra.

Por outro lado, os fatores que, de fato, mais favorecem a transmissão dessas doenças, como a permanência em locais fechados e o convívio com irmãos mais velhos, são menos citados.

E é natural que os pais e cuidadores se preocupem e acabem acreditando em algumas dessas fake news.

Se você está passando por isso e está procurando por respostas confiáveis, confira esse conteúdo completo que o Portal Ped, em parceria com a Dr. Good, produziu para esclarecer alguns mitos de uma vez por todas.

Confira, a seguir, 4 mitos e verdades sobre a imunidade das crianças.

MITO: Se a criança fica gripada toda hora, pode estar com problemas de imunidade

Na verdade, depende. Infecções virais frequentes são comuns entre as crianças por causa do contato próximo. Entretanto, é importante ficar de olho em infecções bacterianas, que exigem o uso de antibiótico e o ideal é que não sejam tão frequentes.

VERDADE: O que a criança come faz diferença na imunidade  

A alimentação é fonte de vitaminas C, D e A, zinco, ferro, ácidos graxos e fibras, que são nutrientes essenciais para manter um bom funcionamento do organismo e na manutenção das defesas do corpo.

Vale a pena conversar com o pediatra sobre a alimentação das crianças e entender a necessidade de uma suplementação de vitaminas para ajudar a fortalecer a imunidade.

MITO: Como algumas doenças não existem mais, as crianças não precisam tomar vacina

As vacinas são uma das intervenções médicas mais seguras e comprovadas disponíveis. O sucesso da vacinação na prevenção de doenças é incomparável e testes contínuos revelam que há pouco risco.

Todas as crianças devem estar em dia com o calendário de vacinação. Com as vacinas, é possível evitar uma série de doenças como sarampo, caxumba, poliomielite, rubéola etc. Se algumas doenças foram erradicadas no Brasil e no mundo, isso é resultado da vacinação padronizada e esse processo deve continuar.

Algumas vacinas podem causar um leve desconforto, mas tomar a vacina é muito melhor do que pegar a doença que ela previne, especialmente no caso de crianças e bebês, que são mais vulneráveis a doenças.

VERDADE: O contato com a sujeira pode ser “saudável”

Isso é verdade, mas é importante explicar. A partir do sexto mês, o bebê já começa a querer colocar os pés no chão e a sentar, é importante dar essa liberdade. Os pais devem deixá-lo ter contato com o chão, a areia, a terra, tudo sem preocupação. O estímulo e o contato com antígenos estimulam o sistema imune a fabricar anticorpos, protegendo contra infecções.

Entretanto isso não deve ser confundido com ambientes sujos, com presença de lixo e fezes de animais, por exemplo.

Mantenha a higienização das mãos antes das refeições e depois de usar o banheiro. Com relação aos objetos utilizados pelos pequenos, o cuidado mais excessivo deve ser com chupeta e mamadeira, que devem ser esterilizadas.

VERDADE: O estado emocional da criança pode influenciar a imunidade

Por mais surpreendente que isso possa parecer, é verdade. A exposição constante ao estresse causa a liberação de cortisol, um hormônio que pode gerar um desequilíbrio no sistema imunológico.

E se você tem uma rotina estressada, saiba que as crianças que convivem com você podem absorver a tensão também, então, fique atento!

Agora que as dúvidas estão esclarecidas, não vale mais acreditar em fake news, hein? E sempre que você ficar com aquela pulga atrás da orelha, lembre-se que o PortalPed tem um time de profissionais especializados para produzir conteúdos e trazer informações confiáveis para você.

Referências:

https://jornaldomedico.com.br/2020/07/21/14776-2/

https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2018-04/pediatras-lancam-campanha-para-elucidar-mitos-sobre-saude-infantil

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/06/25/manter-a-casa-limpa-demais-nao-e-ruim-para-imunidade-das-criancas-entenda.htm

https://m.blogs.ne10.uol.com.br/casasaudavel/2015/08/04/pediatra-esclarece-dez-mitos-e-verdades-sobre-aleitamento-materno/

https://www.childrenscolorado.org/conditions-and-advice/parenting/parenting-articles/health-myths/

https://institutoimepe.com.br/artigos/5-mitos-sobre-a-saude-do-bebe

https://bebe.abril.com.br/saude/8-mitos-e-verdades-sobre-a-imunidade-das-criancas/

 

Etiquetas
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo