Gastroenterologia

Gengibre: uma estratégia no tratamento da gastroenterite aguda

Pesquisa divulgada este mês revela benefícios no uso do gengibre para tratamento pediátrico da gastroenterite aguda.

Compartilhe conhecimento:
Em novo estudo divulgado durante o 51º Encontro Anual da Sociedade Europeia de Gastrenterologia Pediátrica, Hepatologia e Nutrição (ESPGHAN), realizado em Praga entre os dias 10 e 13 de maio, pesquisadores demonstraram a eficácia do gengibre para tratar vômitos em crianças com casos de gastroenterite aguda. Este sintoma é observado em três quartos dos casos infantis da doença e contribui para perda de fluidos e desidratação.

 

VEJA TAMBÉM

Antieméticos na Gastroenterite Aguda: Quando e Qual Usar?

 

QUADRO GERAL DA GASTROENTERITE AGUDA

A gastroenterite é uma infecção intestinal caracterizada por diarreia, cólicas, vômito e febre. Embora a doença seja normalmente tratada e curada em poucos dias em adultos, o quadro infantil pode ser muito mais grave.

A gastroenterite aguda é responsável por 15% da mortalidade infantil no mundo, causando mais de 1,34 milhões de óbitos de crianças por ano.

A fácil transmissão da doença – seja por contato direto com pessoas infectadas ou por água e alimentos contaminados – contribui para o grande número de casos e, consequentemente, para seu alto impacto econômico. Todos os anos, são registradas entre 3 e 5 bilhões de casos novos, sendo mais de 2 milhões delas apenas no Brasil. Na verdade, é esperado que todas as crianças tenham ao menos um caso de gastroenterite aguda ao longo dos três primeiros anos de vida. A doença é responsável por mais de 87 mil visitas a hospitais por ano, sendo uma das principais causas de admissão em prontos-socorros pediátricos.

 

POR QUE ESTUDAR A INFLUÊNCIA DO GENGIBRE?

Estudos anteriores já haviam verificado que o gengibre era eficaz para tratar vômitos em mulheres grávidas e em pacientes adultos submetidos a tratamentos de quimioterapia. Este, entretanto, foi o primeiro a aplicar o alimento no tratamento de crianças.

 

DETALHES E RESULTADOS DO ESTUDO

Com o uso do gengibre, o nº de episódios de vômito foi 20% menor e o número de crianças que perderam ao menos um dia de aula foi 28% inferior.

A pesquisa, liderada pelo Dr. Roberto Berni da Universidade de Nápoles Federico II, analisou 141 crianças de idade entre 1 e 10 anos com casos de gastroenterite aguda. O estudo consistiu em comparar os resultados do tratamento com gengibre com um grupo controle que recebeu apenas placebos.

Os pesquisadores verificaram que, no grupo tratado com gengibre, o número de episódios de vômito foi 20% menor e o número de crianças que perderam ao menos um dia de aula foi 28% inferior. Desta forma, o grupo do Dr. Berni indica que seus achados podem contribuir não apenas para reduzir a severidade e duração dos vômitos nos quadros de gastroenterite, como também para diminuir o número de dias perdidos pelas crianças na escola e pelos pais no trabalho.

“A gastroenterite aguda não é apenas uma condição desagradável para as crianças; ela tem um fardo significativo para os pais, as escolas e os sistemas de saúde”, comentou o Dr. Berni. “Nós antecipamos que os resultados terão um grande impacto na prática clínica e no aconselhamento de pais sobre o tratamento da gastroenterite aguda, potencialmente salvando vidas ao redor do mundo. As pesquisas devem testar, agora, se o gengibre também é eficaz no tratamento de vômito em crianças que não estão com gastroenterite aguda”.

 

 

REFERÊNCIAS

Baixe o artigo em formato PDF!
Tags
Mostrar mais

PortalPed

Somos um grupo de pediatras que adoram compartilhar conhecimentos sobre a profissão com nossos colegas, com estudantes de Medicina e com o público no geral. Venha conosco nesta jornada de aprendizado!

Deixe uma resposta